Boxe: 8 Dicas do Campeão Olímpico Andre Ward

Andre Ward

Campeão mundial (super médio) das ligas WBA e WBC, o americano Andre “Son of God” Ward é conhecido no meio pugilista pelo excelente jogo de pernas e desenvoltura em suas lutas. Nascido em 1984, já foi campeão Olimpico (Athenas, 2004) e ocupa o segundo lugar no ranking mundial pound-for-pound de veículos como Yahoo! Sports, ESPN, Sports Illustrated e a revista The Ring.

Em 2012, em uma entrevista cedida à excelente Fighting Fit Magazine, Ward deu 15 conselhos que o ajudaram a chegar onde está. Eu traduzi 8 destes, que considerei mais bacanas tanto para iniciantes quanto veteranos. Note que apesar do foco no boxe, vários podem ser aplicados em outros estilos competitivos:

1- Retalie seu Oponente

Nós estamos no Boxe; você VAI apanhar. Mas a maneira como seu corpo responde a isso diz muito. Se você o faz imediatamente, voltando com tudo e entrando com uma boa combinação de resposta, você estará fazendo com que os juízes percebam que não levou um grande golpe, e que “Mesmo que ele tenha me acertado, eu AINDA estou na luta!”, e este é o segredo.
É muito raro apagar / anular um oponente no sistema de pontuação Olímpica, então você eventualmente levará alguns socos. Mas aí está: o que você faz quando apanha? Como responde? Novamente, é aí que está o segredo.

2- Procure Desferir Golpes Diretos e Limpos.

Eles dizem que qualquer soco vale pontos. Eles também dizem que contabilizam body shots (golpes na linha da cintura), mas quando você para para checar os países bem sucedidos – e eu vou citar dois: Cuba e Rússia -eles parecem seguir um sistema (e eu mesmo tinha um sistema no boxe amador). Você deve procurar por golpes diretos, limpos, que possam ser vistos por qualquer um em torno do ringue. Se você estiver em curta distância, e soltando curtos no corpo, provavelmente estará gastando um monte de energia e ninguém estará pontuando a seu favor. Portanto, é sobre manter a distância correta, o alcance de acordo, disparar todos os tipos de socos – jabs, diretos, cruzados de esquerda, swings de direita… coisas que todos os cinco juízes em torno do ringue possam notar.

3- Taticamente Falando, Seja Você Mesmo.

Eu só cheguei onde estou agora porque nunca deixei de ser eu mesmo. Ao longo da carreira eu tentei coisas diferentes com técnicos novos, mas no fundo eu amava meu treinador Basheer Abdulla justamente porque ele me permitia ser quem eu sou. Ele tinha sabedoria o bastante para notar que “Este cara chegou até aqui por um motivo e eu vou tentar o possível para não mudá-lo muito”. E isso foi ótimo, me deu um gás na confiança, pois me fez sentir que ele acreditava em mim. Então, eu mantive tudo o mais simples possível: treinei duro, trabalhei em questões técnicas, estudei meus erros em lutas anteriores… mas minha base, minha essência, manteve-se inalterada. Foi ela que me fez prosperar.
É isso que esses atletas iniciantes precisam se tocar, que eles chegaram até onde estão porque fizeram algo certo. Não é necessário reconstruir um estilo do zero. Precisam ter autoconfiança, subir no ringue e fazer o que sabem fazer. Às vezes, como lutador, você se espelha no sucesso de outras pessoas e pensa que esta é a única maneira de “evoluir”. Claro que você pode pegar emprestado um ou outro truque de um determinado atleta e incluir no seu próprio estilo, mas nunca deixe de ser você mesmo.

4- Trabalhe – Não Negligencie – Seu S&C (treino de força e condicionamento)

Um dos erros mais comuns que lutadores cometem é o de nunca treinar direito o trabalho de força e cardio para então, pouco antes de um campeonato, investir em um puxadíssimo camp de oito semanas para recuperar o tempo perdido. Claro que eles até vão ficar um pouco mais fortes, mas acreditar que este método será o salvador da pátria, ou que vai fazer aquela “diferença final” é pura bobagem.
Eu venho treinando força e condicionamento desde os 10 anos de idade (são quase 19 anos, se for ver). Então, no ponto atual da minha carreira, quando estou em off-season (fora de temporada de lutas), eu simplesmente dou um pouco de folga para os sparrings e volto a treinar S&C. Já faço isso há tantos anos que não preciso deixar tudo para a última hora e virar esse superman da noite pro dia. Uma dica simples, mas que muitos deixam de lado: lutadores precisam trabalhar força e condicionamento constantemente.

5- Aperfeiçoe o Sparring

Mesmo enquanto amador, sempre fiz questão de treinar com caras melhores do que eu. Apesar de ser mais “confortável”, não há muita utilidade em fazer sparring com parceiros que não exigem mais de você. Além de ter múltiplos colegas de treino, eu costumava lutar com gente “zerada” mesmo cansado por já estar no ringue há alguns rounds. Fazia isso justamente para forçar meu corpo até os limites.  Fiz isso para que a experiência pudesse me dizer se, caso pintasse uma luta amadora ou profissional, eu poderia ou não participar.  Também fiz coisas como descansar somente 30 segundos ao invés de 1 minuto enquanto . Uma vez, em um camp, peguei um cara que também aguentava o tranco e fizemos  rounds de 20 minutos cada! A idéia era lutar normalmente, sem corpo mole, e dar um jeito de recuperar o fôlego durante a própria luta. Foi ótimo, pois se você se acostuma a lutar rounds de 20′, lutar 12 rounds (3 minutos cada) deixa de ser um problema. Se não quiser ser tão radical, treinar 4 rounds de 3 minutos cada – por 30 segundos de descanso – também vai ajudar bastante a segurar a barra numa situação Olímpica (3 rounds de 3 minutos).

6- Não Se Acomode Com a Vantagem

O sistema de pontuação Olimpico é complicado. Você deve ser agressivo e tentar pontuar o máximo levando o mínimo de contra golpes, mas uma vez que a vantagem de pontos esteja grande,  não “sossegue”. Uma vez um dos meus treinadores, Virgil, me disse: “Escuta, se você estive com grande vantagem, a maioria dos treinadores dirão para você correr, ficar na defensiva, proteger a liderança. O problema é que algumas vezes coisas ruins acontecem quando se assume esta postura.”. Ele disse “Você já está aqui, então termine com classe!”. Essa era nossa mentalidade. Se já estava na liderança, eu continuava na batalha até não sobrar dúvidas de quem era o vencedor. Claro que isso pode não funcionar para todos, mas comigo funciona muito bem.
Este é um bom foco mental para se usar no boxe, porque no ringue, durante a luta, não existe muito espaço para lapsos de emoção, e quando bate o conforto da vantagem, ferrou: é seu momento mais vulnerável. Você sabe, basta um golpe bem encaixado e tudo muda.

7 – Lute Uma Luta de Cada Vez

Pode parecer um conselho clichê, mas foi assim que encaramos as lutas nas Olimpiadas. É assim que você deve fazer. Afinal, como você pode ficar de olho nas semi-finais ou mesmo na final – e já falando sobre ter uma medalha de ouro no pescoço – quando nem mesmo passou pelas quartas? Ta certo que é bacana pensar “Hey, eu definitivamente vou levar essa medalha!”, mas primeiro você deve pensar no que está na sua cara, e não lá na frente. A empolgação pode ser muito traiçoeira em momentos como este, e nas Olimpíadas – assim como em qualquer grande campeonato – não existe muito espaço para erros. Uma derrota e você certamente estará fazendo as malas de volta para casa.

8 – Seja Humilde

A famosa armadilha do sucesso. Parece simples, mas na prática muita gente acaba se esquecendo: “Independente do sucesso que você tenha, seja humilde”. É fácil encher sua bola, lendo matérias bacanas a seu respeito, acreditando nas coisas que as pessoas ao redor te falam… ao invés de simplesmente manter a cabeça no lugar. Já vi muitos lutadores sairem do trilho por conta disso e atingirem seus limites ou “cairem” muito antes do que deveriam. Então, continue sempre trabalhando duro, com foco, pois mesmo se você for cristão – o que eu sou – pode ter toda a fé do universo, que se você não se esforçar, nunca vai sair do lugar. Eu continuo humilde, trabalhando duro, e dando ouvidos somente às pessoas que sei que estão na minha vida para me guiar.

 

Abaixo um video curto com alguns destaques do treino e de lutas deste campeão.

 

*Entrevista publicada originalmente na revista Fighting Fit: Best of 2012

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s