Arquivo da categoria: Discutindo Artes Marciais

Portal de cinema tem podcast especial sobre Bruce Lee

Ícone pop e ídolo supremo das artes marciais, Bruce Lee construiu sua fama das mais diversas formas possíveis. Fosse pela ocasional arrogância em entrevistas, pelos insights filosóficos, demonstrações públicas de aptidões físicas, ou ainda com seus exímios passos de chá-chá-chá, o primeiro oriental a conquistar um lugar de respeito em Hollywood marcou a vida de milhares de pessoas desde o século passado, com seu indiscutível carisma e memoráveis atuações marciais no cinema.

No entanto, não são muitos os que conhecem o Bruce por trás das telas. O que foi batizado com nome de menina por superstição, que apanhava na escola, que foi para os EUA no porão de um cargueiro com somente 115 dólares no bolso.  O Bruce Lee que já foi lavador de pratos em um restaurante.

Estas e mais outras curiosidades sobre o jovem nascido no ano e na hora do Dragão (segundo o calendário Chinês) vocês podem conferir no programa especial do Cinema com Rapadura, um dos maiores portais do assunto.

Clique no link abaixo e confira o especial sobre um dos maiores mitos das artes marciais:

Player em Pop-up.
Link para a página do Rapaduracast.

Eu, Bruce Lee, serei o super star oriental mais bem pago do Estados Unidos. Em troca, eu farei as mais emocionantes perfomances, sendo um ator da mais alta qualidade. À partir do ano de 1970 vou alcançar fama mundial a partir de então em diante até o final de 1980 eu vou ter na minha posse US $ 10.000.000. Eu vou viver do jeito que eu quiser e conseguir a harmonia interior e alegria.

Bruce Lee

1969

carta_bruce_1969

Bruce Lee faleceu em 20 de Julho de 1973, aos 32 anos. Seu último filme – e provavelmente o mais famoso – Operação Dragão (Enter the Dragon), foi lançado no mesmo ano, e faturou mais de 90 milhões de dólares no mundo inteiro.

Anúncios

Anderson Silva não acha que perdeu para Weidman

Anderson Silva sofreu um horrível acidente em sua revanche contra Chris Weidman no UFC 168, mas não considera sua última luta uma derrota.

O antigo campeão da categoria de pesos médios quebrou sua perna esquerda ao desferir um chute em Weidman em 28 de Dezembro (2013), em Las Vegas, mas está confiante de que será capaz de lutar novamente algum dia. E quando ele o fizer, não entrará no Octógono sentindo que está vindo de mais uma derrota para Chris.

“Eu acredito que, se prestar atenção aos detalhes técnicos, verá que (o bloqueio do chute) foi por instinto, não algo que ele treinou para fazer” Silva disse durante uma entrevista para Globo. “Não, não acho (que Weidman pode considerar isso uma vitória). Foi um acidente. E tenho certo de que poderia ter vencido.”

Durante a entrevista, Silva reassistiu a luta e disse que cometeu alguns enganos técnicos antes de investir no fatídico chute.

“Eu vejo alguns dos erros que cometi durante a luta…” disse. “Para acertar o chute perfeitamente eu deveria ter distraído (ele) primeiro, acertando socos em seu rosto para que ele não prestasse atenção ao chute. Ele estava protegendo a parte superior do corpo, e levantou a perna instintivamente. Foi um chute tão forte que ele perdeu o equilíbrio.”

Anderson quer lutar novamente, mas não está preocupado se sua próxima luta será outra revanche.

“Eu vi meu erro, agora só o que me preocupa é meu retorno” disse. “Se o UFC acha que eu mereço outra oportunidade (contra Weidman) ou se eu preciso fazer por merecê-la. Eu só quero fazer o que faço, não importa se é valendo título ou não. Quero fazer o que faço bem.”

Logo após o acidente, no entanto, as preocupações do “Spider” eram outras.

“A única coisa que eu estava pensando era ‘é isso? acabou? Será que ainda vou poder andar?'” disse. “Meu maior medo era o de nunca mais poder andar. Muitas coisas passavam pela minha cabeça no momento. Eu tenho 38 agora, farei 39 em Abril. É isso que me preocupa, mas to confiante que conseguirei. Conseguirei voltar.
“(Você deveria parar de lutar) quando sente que precisa parar, quando seu corpo e mente dizem isso. Acho que ainda tenho um monte de coisas a fazer. Não pretendo parar agora. Estou mais forte a cada dia que passa, e estarei de volta logo logo.”

A lenda do MMA ainda sofre com a dor, e revelou que algumas vezes pede para que sua esposa o leve para uma volta em Los Angeles para que ele possa sentar e chorar longe de suas crianças. A dor é parte da rotina de Silva agora, e ele sequer consegue dormir em paz.

“Quando acertei aquele chute eu ouvi um estalo alto, o som de um osso sendo quebrado, e uma enorme dor em seguida. Desde que deixei o hospital, não consigo dormir direito.” disse. “É muito difícil. Eu penso nisso constantemente, e me pergunto o motivo. ‘Porque, meu Deus, porque eu devo passar por tudo isso?’ Fico pensando qual a mensagem Ele está tentando me ensinar neste momento.”

A dor (pelo menos a física) eventualmente passará algum dia, e Silva pretende retornar ao Octógono para encerrar sua carreira da maneira que sempre planejou – com uma vitória.

Fonte: MMA Fighting

[ATUALIZADO] SHOOTO BRASIL #45 terá duelo (oficial) entre homem e mulher

TUF 18, Invicta FC, nova categoria no Ultimate Fighting, são apenas alguns exemplos da atenção que o MMA feminino tem recebido nos últimos tempos. Campeonatos de artes marciais envolvendo mulheres já não são considerados novidade, mas o reconhecimento merecido desta “divisão”, por assim dizer, está chegando de verdade agora.

Aproveitando este cenário para polemizar inovar, o Shooto Brasil anunciou que sua próxima edição Continuar lendo [ATUALIZADO] SHOOTO BRASIL #45 terá duelo (oficial) entre homem e mulher

16 Dicas Básicas de Boxe

Olá pessoal!

A postagem de hoje traz uma lista rápida com 16 dicas básicas sobre boxe. Para quem já conhece, nunca é tarde para relembrar. Essas dicas irão melhorar seus treinamentos, seus golpes e sua defesa. Boa sorte!

DICAS DE TREINO:

  1. Fique calmo e golpeie com força parcial no saco de pancadas, para que possa treinar por mais tempo, mantenha sua base firme e golpeie com velocidade. Isso fará com que você tenha um treinamento de maior qualidade no saco de pancadas. Você precisará ter energia para atingir o saco de pancadas com a forma correta, mantendo os golpes com efeito chicote, ao invés de gastar a maior parte do tempo de treino apenas exibindo sua força. Não desperdice energia se exibindo – ninguém se importa. Continuar lendo 16 Dicas Básicas de Boxe

Porque TODOS os lutadores deveriam Boxear – Parte 2

Dando continuidade à nossa nova série de artigos, vamos ao segundo motivo do porquê TODOS os lutadores deveriam aprender a boxear, independente de seus “estilos” principais.

Velocidade do Reflexo

O ritmo em uma luta de boxe costuma ser muito mais rápido do que em outras artes marciais. Nós nos aproximamos atacando com as duas mãos praticamente ao mesmo tempo, isso quando não atacamos e defendemos ao mesmo tempo. Com absoluta certeza o boxe acontece em um ritmo mais rápido que o do wrestling ou lutas de “chão” em geral, que são mais baseadas em força e alavancas, e você acaba tendo mais tempo para pensar enquanto organiza seu ground game. No boxe esta janela de tempo não existe. Uma vez que você se encontra engajado com o oponente, é melhor estar lutando. Se estiver planejando pensar no ringue, melhor que esteja preparado para fazer isso enquanto soca e toma socos (e você já tentou pensar com clareza enquanto leva pancadas na cabeça? Tente). Realmente não existe – a não ser pelo intervalo – tempo ou local “de boa” para você ficar protelando.

Lutas são muito (MUITO) mais próximas quando chutes não são permitidos

Mas e quanto aos estilos marciais que envolvem chutes? Eu costumava pensar que uma forma de luta com 4 armas (mãos e pernas) teriam um ritmo muito mais rápido que um com somente 2 armas (mãos, no caso), mas não é bem assim, aparentemente. Continuar lendo Porque TODOS os lutadores deveriam Boxear – Parte 2

Porque TODOS os lutadores deveriam Boxear – Parte 1

Why ALL Fighters Should Learn Boxing
Boxe pode te ensinar mais sobre luta do que você imagina

Aqueles que nunca tentaram boxear poderiam facilmente dizer:

  • Porque me preocupar com um estilo de luta limitado ao uso das mãos?
  • Sem chutes, joelhadas ou cotoveladas? Boxe não é luta de verdade.
  • Boxe é somente sobre acertar um soco que leve ao nocaute, qualquer um pode ser sortudo o suficiente.
  • A técnica de soco dos boxeadores é bem ruim.
  • Boxe é tão feio que parece uma briga de rua.

Já os que TENTARAM, diriam facilmente: Continuar lendo Porque TODOS os lutadores deveriam Boxear – Parte 1

Protetor Bucal: Qual sua REAL finalidade

Pugilista Oscar Valdez Fierro, do México, usa protetor bucal estilizadocom dentes de vampiro

Ao contrário do que se normalmente se pensa, a principal finalidade do protetor bucal não é proteger a boca (apesar deste ser obviamente um de seus objetivos).

O fato de serem colocados na boca torna natural aos leigos em boxe (e artes marciais em geral) pensar que sua finalidade é a proteção desta região (incluindo lábios, dentes e a mucosa). Para falar a  verdade, por muito tempo os boxeadores também tinham essa opinião. Foi só depois que alguns treinadores mais atentos observaram que um boxeador que perde com facilidade seu protetor também é um boxeador que é facilmente nocauteado é que essa opinião mudou. Continuar lendo Protetor Bucal: Qual sua REAL finalidade

Diferença entre Boxe Tailandês, Kickboxing e Full-Contact

Image

Image

Image

Image

Bom, muita gente confunde as regras entre os estilos citados. Inclusive esses estilos têm bastante participação em “Campeonatos Abertos de Artes Marciais” além dos organizados pelas suas próprias federações.

O Full Contact é o primeiro nome, nascendo de uma junção dos SOCOS do Boxe com os CHUTES do Karatê, Taekwondo e outros. Surge no inicio dos anos 70 promovido pela PKA (Professional Karate Association), como primeira forma híbrida de competição entre diversos estilos de Artes Marciais permitindo o uso das técnicas de pernas das artes marciais juntamente com as técnicas de punhos do boxe. Nos anos 80 surge um novo estilo de Full-contact promovido pela WKA, o Full-contact com Lowkick (Kickboxing) por influencia do Muay Thai.

O número de praticantes cresceu e foram criadas modalidades do esporte, que então passou a ser chamado de kickboxing: semi contact, light contact, full-contact, low kick, thai boxing, observação para esse último que, não é o Muay Thai em si, mas um estilo de luta praticamente igual, mas que obedecem as regras estabelecidas pela Wako.

Abaixo, mostramos  as cinco lutas, com as regras da Associação Mundial de Kickboxing (Wako).

SEMI CONTACT

Modalidade disputada em tatame, vence quem pontua mais. Nokaute é expressamente proibido. A cada golpe que “entra” o combate é interrompido e os pontos são anotados. Os pontos são dados por socos, chutes e saída da área de competição.

Perde-se ponto por cada infração, podendo causar a desclassificação.

Não pode – Golpes abaixo da linha da cintura, no pescoço e nas costas; rasteira acima do tornozelo; golpes com muita violencia.

LIGHT CONTACT

A pontuação é idêntica à do semi contact, mas há uma diferença fundamental: a luta não pára a cada golpe válido. Só se interrompe o combate quando os lutadores saem do tatame ou ao final dos rounds, que, assim como no semi, têm dois minutos. Muitas vezes é realizado em ringue, depende do evento.

Não pode – Idêntico ao semi.

FULL-CONTACT

Nessa e nas 2 modalidades seguintes, são em ringue, há menos restrições e o objetivo é o nocaute. Aqui, só valem golpes acima da cintura. A pontuação é igualzinha à do boxe: os lutadores recebem de 8 a 10 pontos por round, mas o nocaute é o principal objetivo. Quem der menos de seis chutes por round perde pontos

Não pode – Golpes abaixo da linha da cintura, no pescoço e nas costas; rasteira acima do tornozelo; cotovelada e joelhada

LOW KICK

À primeira vista, é idêntico ao full-contact. So que no low kick também vale golpear a coxa do adversário. A pontuação é igual à do full, assim como o número mínimo de chutes por round (seis).

Não pode – Golpes abaixo dos joelhos, no pescoço e nas costas; rasteira acima do tornozelo; cotovelada e joelhada

THAI BOXING

A primeira diferença é o uniforme: no Thai, usa-se short e não há proteção nos pés. Mas a principal distinção é que, assim como no muay thai, valem golpes em qualquer parte do corpo e não há limite mínimo de chutes

Não pode – Cotovelada; segurar o adversário por mais de cinco segundos

O Tédio de um Gênio

1017134_10151725413696276_1669761733_n

O olhar vazio em direção ao árbitro Herb Dean nesta imagem, que retrata um Anderson Silva “desligado”, no chão, alheio aos consecutivos golpes do desafiante Chris Weidman, confirma o improvável até então: a derrota de um dos maiores ícones da história do Ultimate Fighting Championship.

Muito se falou desde o fatídico final do UFC 162 (sábado do dia 06/07/13), e até uma revanche já foi marcada (UFC 168, em Novembro), mas em meio a tantas especulações, meias entrevistas, opiniões de técnicos e outros profissionais da área, uma me chamou a atenção: um texto publicado no excelente site Fightland (um dos braços da revista de internet Vice). Por questões de rotina corrida este texto demorou um pouco mais que o previsto para ser traduzido e publicado aqui. Ainda assim, creio que vale a pena perder uns minutos nele.

O artigo, em tradução livre, você confere abaixo. Continuar lendo O Tédio de um Gênio