Arquivo da tag: boxe

16 Dicas Básicas de Boxe

Olá pessoal!

A postagem de hoje traz uma lista rápida com 16 dicas básicas sobre boxe. Para quem já conhece, nunca é tarde para relembrar. Essas dicas irão melhorar seus treinamentos, seus golpes e sua defesa. Boa sorte!

DICAS DE TREINO:

  1. Fique calmo e golpeie com força parcial no saco de pancadas, para que possa treinar por mais tempo, mantenha sua base firme e golpeie com velocidade. Isso fará com que você tenha um treinamento de maior qualidade no saco de pancadas. Você precisará ter energia para atingir o saco de pancadas com a forma correta, mantendo os golpes com efeito chicote, ao invés de gastar a maior parte do tempo de treino apenas exibindo sua força. Não desperdice energia se exibindo – ninguém se importa. Continuar lendo 16 Dicas Básicas de Boxe
Anúncios

Porque TODOS os lutadores deveriam Boxear – Parte 2

Dando continuidade à nossa nova série de artigos, vamos ao segundo motivo do porquê TODOS os lutadores deveriam aprender a boxear, independente de seus “estilos” principais.

Velocidade do Reflexo

O ritmo em uma luta de boxe costuma ser muito mais rápido do que em outras artes marciais. Nós nos aproximamos atacando com as duas mãos praticamente ao mesmo tempo, isso quando não atacamos e defendemos ao mesmo tempo. Com absoluta certeza o boxe acontece em um ritmo mais rápido que o do wrestling ou lutas de “chão” em geral, que são mais baseadas em força e alavancas, e você acaba tendo mais tempo para pensar enquanto organiza seu ground game. No boxe esta janela de tempo não existe. Uma vez que você se encontra engajado com o oponente, é melhor estar lutando. Se estiver planejando pensar no ringue, melhor que esteja preparado para fazer isso enquanto soca e toma socos (e você já tentou pensar com clareza enquanto leva pancadas na cabeça? Tente). Realmente não existe – a não ser pelo intervalo – tempo ou local “de boa” para você ficar protelando.

Lutas são muito (MUITO) mais próximas quando chutes não são permitidos

Mas e quanto aos estilos marciais que envolvem chutes? Eu costumava pensar que uma forma de luta com 4 armas (mãos e pernas) teriam um ritmo muito mais rápido que um com somente 2 armas (mãos, no caso), mas não é bem assim, aparentemente. Continuar lendo Porque TODOS os lutadores deveriam Boxear – Parte 2

Protetor Bucal: Qual sua REAL finalidade

Pugilista Oscar Valdez Fierro, do México, usa protetor bucal estilizadocom dentes de vampiro

Ao contrário do que se normalmente se pensa, a principal finalidade do protetor bucal não é proteger a boca (apesar deste ser obviamente um de seus objetivos).

O fato de serem colocados na boca torna natural aos leigos em boxe (e artes marciais em geral) pensar que sua finalidade é a proteção desta região (incluindo lábios, dentes e a mucosa). Para falar a  verdade, por muito tempo os boxeadores também tinham essa opinião. Foi só depois que alguns treinadores mais atentos observaram que um boxeador que perde com facilidade seu protetor também é um boxeador que é facilmente nocauteado é que essa opinião mudou. Continuar lendo Protetor Bucal: Qual sua REAL finalidade

Diferença entre Boxe Tailandês, Kickboxing e Full-Contact

Image

Image

Image

Image

Bom, muita gente confunde as regras entre os estilos citados. Inclusive esses estilos têm bastante participação em “Campeonatos Abertos de Artes Marciais” além dos organizados pelas suas próprias federações.

O Full Contact é o primeiro nome, nascendo de uma junção dos SOCOS do Boxe com os CHUTES do Karatê, Taekwondo e outros. Surge no inicio dos anos 70 promovido pela PKA (Professional Karate Association), como primeira forma híbrida de competição entre diversos estilos de Artes Marciais permitindo o uso das técnicas de pernas das artes marciais juntamente com as técnicas de punhos do boxe. Nos anos 80 surge um novo estilo de Full-contact promovido pela WKA, o Full-contact com Lowkick (Kickboxing) por influencia do Muay Thai.

O número de praticantes cresceu e foram criadas modalidades do esporte, que então passou a ser chamado de kickboxing: semi contact, light contact, full-contact, low kick, thai boxing, observação para esse último que, não é o Muay Thai em si, mas um estilo de luta praticamente igual, mas que obedecem as regras estabelecidas pela Wako.

Abaixo, mostramos  as cinco lutas, com as regras da Associação Mundial de Kickboxing (Wako).

SEMI CONTACT

Modalidade disputada em tatame, vence quem pontua mais. Nokaute é expressamente proibido. A cada golpe que “entra” o combate é interrompido e os pontos são anotados. Os pontos são dados por socos, chutes e saída da área de competição.

Perde-se ponto por cada infração, podendo causar a desclassificação.

Não pode – Golpes abaixo da linha da cintura, no pescoço e nas costas; rasteira acima do tornozelo; golpes com muita violencia.

LIGHT CONTACT

A pontuação é idêntica à do semi contact, mas há uma diferença fundamental: a luta não pára a cada golpe válido. Só se interrompe o combate quando os lutadores saem do tatame ou ao final dos rounds, que, assim como no semi, têm dois minutos. Muitas vezes é realizado em ringue, depende do evento.

Não pode – Idêntico ao semi.

FULL-CONTACT

Nessa e nas 2 modalidades seguintes, são em ringue, há menos restrições e o objetivo é o nocaute. Aqui, só valem golpes acima da cintura. A pontuação é igualzinha à do boxe: os lutadores recebem de 8 a 10 pontos por round, mas o nocaute é o principal objetivo. Quem der menos de seis chutes por round perde pontos

Não pode – Golpes abaixo da linha da cintura, no pescoço e nas costas; rasteira acima do tornozelo; cotovelada e joelhada

LOW KICK

À primeira vista, é idêntico ao full-contact. So que no low kick também vale golpear a coxa do adversário. A pontuação é igual à do full, assim como o número mínimo de chutes por round (seis).

Não pode – Golpes abaixo dos joelhos, no pescoço e nas costas; rasteira acima do tornozelo; cotovelada e joelhada

THAI BOXING

A primeira diferença é o uniforme: no Thai, usa-se short e não há proteção nos pés. Mas a principal distinção é que, assim como no muay thai, valem golpes em qualquer parte do corpo e não há limite mínimo de chutes

Não pode – Cotovelada; segurar o adversário por mais de cinco segundos

Boxe: 8 Dicas do Campeão Olímpico Andre Ward

Andre Ward

Campeão mundial (super médio) das ligas WBA e WBC, o americano Andre “Son of God” Ward é conhecido no meio pugilista pelo excelente jogo de pernas e desenvoltura em suas lutas. Nascido em 1984, já foi campeão Olimpico (Athenas, 2004) e ocupa o segundo lugar no ranking mundial pound-for-pound de veículos como Yahoo! Sports, ESPN, Sports Illustrated e a revista The Ring.

Em 2012, em uma entrevista cedida à excelente Fighting Fit Magazine, Ward deu 15 conselhos que o ajudaram a chegar onde está. Eu traduzi 8 destes, que considerei mais bacanas tanto para iniciantes quanto veteranos. Note que apesar do foco no boxe, vários podem ser aplicados em outros estilos competitivos: Continuar lendo Boxe: 8 Dicas do Campeão Olímpico Andre Ward